Gustav Stresemann (1878-1929), Político

Gustav Stresemann (1878-1929), Político

 

Gustav Stresemann

Gustav Stresemann foi um político alemão. Em 1923 foi nomeado chanceler da Alemanha, cargo que exerceu por um breve período. Em Agosto de 1923 foi designado ministro das Relações Exteriores, permanecendo no cargo até à sua morte, em Outubro de 1929.

A política de Stresemann desafia categorizações fáceis. Provavelmente, a sua realização mais notável foi a reconciliação entre a Alemanha e a França, pela qual recebeu o Prémio Nobel da Paz juntamente com Aristide Briand, um político francês. Num período de instabilidade política e de governos frágeis de curta duração, era geralmente visto como o membro de gabinete mais influente durante a maior parte da existência da República de Weimar.

Durante a carreira política representou três partidos liberais sucessivos e foi a figura dominante do Partido Popular alemão durante a República de Weimar.

Ocupou o cargo de Reichskanzler (Ministro das Relações Exteriores da Alemanha), de 13 de Agosto de 1923 a 23 de Novembro de 1929.

Foi agraciado com o Prémio Nobel da Paz em 1926, pelos Tratados de Locarno.

Histórias de A a Z
— TEMA RELACIONADO —
 
República de Weimar