Basílica de Santa Maria em Cracóvia (Bazylika Mariacka w Krakowie)

Basílica de Santa Maria em Cracóvia (Bazylika Mariacka w Krakowie)

 

Kraków

Kraków, (em português: Cracóvia), é a segunda maior e uma das cidades mais antigas da Polónia. Está localizada no Sul da Polónia, junto ao rio Vístula, o maior rio polaco. A cidade remonta ao século VII.

A cidade evoluiu a partir de um povoamento da Idade da Pedra até chegar a segunda mais importante cidade da Polónia. Começou como um vilarejo na colina Wawel, como um movimentado centro de comércio da Europa Central, em 985.

Cracóvia foi saqueada e incendiada durante a invasão mongol de 1241 tendo sido reconstruída de forma praticamente idêntica ao que estava antes da destruição. Em 1259, a cidade foi novamente devastada pelos mongóis. Um terceiro ataque em 1287 foi repelido em parte graças às fortificações, à data, recém-construídas.

Em 1364, Kazimierz III Wielki (Casimiro III, o Grande), fundou a Universidade de Cracóvia, a segunda universidade mais antiga da Europa Central, logo a seguir à Universidade Carolina em Praga (Karls-Universität zu Prag).

Foi cidade-membro da Liga Hanseática e capital oficial da Polónia até 1596.

Em 1809, Napoleão Bonaparte capturou os antigos territórios polacos sob domínio da Áustria e tornou a cidade parte do Ducado de Varsóvia. Após a derrota de Napoleão, o Congresso de Viena, de 1815, restaurou as fronteiras pré-guerra, mas também criou a parcialmente independente Cidade Livre de Cracóvia.

Em 1846, ocorreu na cidade uma insurreição liderada por insurgentes polacos, direccionada em especial contra o Império Austríaco, com o objectivo de incitar a população para lutar pela independência nacional. A revolta durou cerca de nove dias e terminou com a vitória austríaca. Como resultado deu-se a anexação da cidade pela Áustria sob o nome de Grão-Ducado de Cracóvia (Großherzogtum Krakau).

O domínio austríaco em Cracóvia terminou em 1918, quando o Comité de Liquidação Polaco (órgão temporário do governo polaco que governou o território no final da Grande Guerra. Criado em 28 de Outubro de 1918, com sede em Cracóvia, o Comité visava principalmente manter a ordem nos territórios da antiga parte austríaca da Polónia), assumiu o poder.

 
BASÍLICA DE SANTA MARIA EM CRACÓVIA
 

Bazylika Mariacka w Krakowie

Bazylika Mariacka, (em português: Basílica de Santa Maria), é uma igreja gótica de Cracóvia na Polónia, revestida a tijolo e reconstruída no século XIV (originalmente construída no início do século XIII).

Tem 80 metros de altura e é particularmente famosa por o seu altar ter sido esculpido, em madeira, pelo escultor Polaco Veit Stoss.

A cada hora um sinal de trombeta é tocado a partir do topo das duas torres da basílica.

A melodia melancólica quebra a rotina diária para relembrar o famoso trompetista do século XIII, que foi baleado no pescoço enquanto fazia soar o alarme a avisar do ataque Mongol sobre a cidade.

O toque de final do dia é ouvido em toda a Polónia e no estrangeiro, transmitido ao vivo pela estação de rádio nacional Polaca.

A Basílica de Santa Maria serviu também como modelo de arquitectura para muitas das igrejas que foram construídas pelos Polacos residentes no estrangeiro, particularmente as de São Miguel e de São João Cantius em Chicago, projectadas no chamado estilo de construção Polaco de catedrais.

Histórias de A a Z
— TEMA RELACIONADO —
 
Segunda Guerra Mundial
— FILATELIA —