Príncipe Eugénio de Saboia (Eugen von Savoyen) (1663-1736), Príncipe e Militar

Príncipe Eugénio de Saboia (Eugen von Savoyen) (1663-1736), Príncipe e Militar

 

Prinz-Eugen von Savoyen

Prinz-Eugen von Savoyen, (em português: Príncipe Eugénio de Saboia), foi um dos comandantes militares mais bem sucedidos da história moderna da Europa, alcançando os mais altos cargos do Estado na corte imperial em Viena.

Nascido em Paris, Eugénio cresceu muito próximo da corte francesa do Rei Luís XIV. Baseando-se no seu fraco porte físico, o príncipe foi inicialmente preparado para uma carreira eclesiástica, mas, aos 19 anos de idade, estava determinado em seguir uma carreira militar. Rejeitado por Luís XIV para servir no exército francês, Eugénio mudou-se para a Áustria, transferindo a sua lealdade para a Monarquia de Habsburgo.

Durante seis décadas, Eugénio serviu três imperadores do Sacro Império Romano: Leopold I, Joseph I, e Karl IV. Entrou pela primeira vez em acção contra os turcos otomanos no cerco de Viena em 1683 e a subsequente Guerra da Santa Liga, antes de servir na Guerra dos Nove Anos. No entanto, a fama do príncipe foi assegurada com a vitória decisiva contra os otomanos na Batalha de Zenta, em 1697.

Eugénio viu reforçada a sua posição durante a Guerra da Sucessão Espanhola, que, com a sua parceria com o duque de Marlborough assegurou vitórias contra os franceses nos campos de Blenheim (1704), Oudenarde (1708) e Malplaquet (1709). Conquistou ainda mais sucesso como comandante Imperial no Norte da Itália, principalmente na Batalha de Turim (1706). As hostilidades contra os otomanos na Guerra Austro-Turca consolidaram a sua reputação com vitórias nas batalhas de Petrovaradin (1716) e no encontro decisivo em Belgrado (1717).

Nos finais da década de 1720, a sua influência e habilidosa diplomacia conseguiram garantir ao Imperador aliados poderosos nas suas lutas dinásticas contra os poderes de Bourbon. A debilidade física e mental que evidenciou nos seus últimos anos de vida influenciou decisivamente a sua apetência para o sucesso como Comandante-Chefe do exército durante o seu último conflito, a Guerra da Sucessão da Polónia. No entanto, a sua reputação na Áustria permanece inigualável.

Embora existam opiniões divergentes acerca do seu carácter, não existem dúvidas sobre as suas grandes conquistas: ajudou a salvar o Império Habsburgo da conquista francesa, anulou o avanço a Oeste dos Otomanos, libertando o centro da Europa da ocupação turca. Foi um dos grandes patronos das artes, cujos legados ainda podem ser vistos actualmente no grandioso complexo dos dois palácios Belvedere, em Viena.

O príncipe faleceu na sua casa enquanto dormia, a 21 de Abril de 1736, com 72 anos.

 
MONUMENTO AO PRÍNCIPE EUGÉNIO DE SABOIA EM VIENA

Monumento ao Príncipe Eugénio de Saboia em Viena

Um dos vários monumentos que homenageiam o príncipe Eugénio de Sabóia está localizado na praça Heldenplatz, situada no exterior do Palácio de Hofburg, em Viena, Áustria.

A estátua equestre evoca as conquistas históricas de um dos mais brilhantes generais da história do Império de Habsburgo.

Histórias de A a Z
— TEMAS RELACIONADOS —
 
Terceiro Reich
Colecção ‘Winterhilfswerk’
— FILATELIA —